O Conselho – Quando irão perdoar?

295656_452687788134302_463462835_n

Quando olham para as pessoas que estão ao vosso redor, o que é que veem? Veem infelizes, mentirosos, pecadores e terroristas? Ou veem criações do Divino que são perfeitas nos seus verdadeiros eus? Confundem os atos, pensamentos e palavras com os próprios seres? Estão conscientes de que ao fazê-lo, se é que o fazem, estão a pensar que são imperdoáveis e consequentemente, vocês também? Não podem ter outra separação do Criador e ainda assim elevarem-se até à Unidade.

Sim, dizem, mas como posso perdoar isto ou aquilo? É terrível. Bem, muitas ações, palavras e pensamentos são terríveis. E não estamos a sugerir que qualquer coisa deva ser perdoada. Mas não são as pessoas a quem devem condenar. Entendem-no? Muitos perderam o seu caminho. Muitos esqueceram quem são. Muitos, ao tentar fazer o melhor, fazem mais mal que bem. Mas saibam que isso não mancha as suas almas. Tem-vos sido dito durante muito tempo, que estão separados, que são pecadores, que de facto, provavelmente irão para um lugar chamado inferno. Bem, a nossa resposta é que isso não é assim, nunca lá estiveram e nunca estarão. O único inferno que existe é aquele criado pelos seus mal entendidos sobre quem são.

Regressando ao tema original; devem perdoar. E devem começar por perdoar-se a si próprios. Se não o podem fazer, como podem ver o Divino em qualquer outra pessoa? Devem ser capazes de ver o Divino em vós próprios para poderem entender que todos sois Esse. O Criador não cria erros. Todos vós tivestes experiências que provocaram a busca de uma compreensão melhor da vida. E com essas capacidades tentaram fazê-lo. Dizemos-vos que os vossos “Bravo!” são mais abundantes que os vossos “caramba”. (explicamos-vos este último um pouco), pois as vossas vidas são intermináveis, nunca o irão conseguir. Portanto relaxem um pouco.

Depois de se perdoarem a si próprios começam a entender que na verdade não estão separados do Um. Então verão que é possível ver o mesmo em qualquer lado. Esse será o início do perdão de que falamos. Cada pensamento de perdão, de vós para outros será como perder uma bolsa de responsabilidade do vosso globo de ar quente. Elevar-se-ão. E isso é o que mais desejamos.

Venham e unam-se em amor. Unir-se é com alegria. Unam-se, mas por favor, façam-no enquanto estão aí. Ainda não é necessário que se vão.

Bênçãos de amor e Luz para todos vós.

Copyright © Ronald Head. Todos os direitos reservados. Pode copiar y redistribuir este material sempre que não o altere de nenhuma forma, o conteúdo permaneça completo e inclua este aviso de direitos de autor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *