A SpaceX lançou um satélite espião clandestino dos EUA no espaço

A SpaceX lançou um satélite espião clandestino dos EUA no espaço para o National Reconnaissance Office (NRO) no sábado (19 de dezembro), sendo este seu 26º foguete do ano. A carga misteriosa, chamada NROL-108, decolou da Plataforma de lançamento 39A no Kennedy Space Center da NASA às 9h00 (1400 GMT), durante uma janela de lançamento planejada de três horas.

Um foguete Falcon 9 usado em dois estágios carregou o satélite espião, como parte de uma missão governamental chamada NROL-108, marcando o 26º lançamento da SpaceX em 2020, um novo recorde para a empresa. Aproximadamente nove minutos após a decolagem, o primeiro estágio do impulsionador produziu alguns estrondos sônicos dramáticos enquanto fazia o seu caminho de volta à terra firme, pousando na Zona de Pouso 1 (LZ-1) da SpaceX na vizinha Estação da Força Espacial do Cabo Canaveral.

O vôo de hoje foi o quinto lançamento deste primeiro estágio do Falcon 9 em particular. O impulsionador, denominado B1059, já realizou duas missões comerciais de carga para a Estação Espacial Internacional da NASA, colocou em órbita um lote de satélites SpaceX Starlink no início deste ano e, mais recentemente, lançou um satélite de observação da Terra para a Argentina.

O Falcon 9 decolou em um céu azul claro na manhã de sábado, uma mudança radical em relação à tentativa de lançamento de quinta-feira. Nuvens espessas cobriram o foguete de vista naquele dia e, finalmente, um problema com o segundo estágio do foguete forçou a SpaceX a adiar o lançamento. Vários minutos depois que o Falcon 9 saltou da plataforma, o primeiro estágio do foguete reapareceu no céu, com os icônicos estrondos sônicos que você espera estourar no alto enquanto o impulsionador descia até o local de pouso. O B1059 é apenas o segundo impulsionador a pousar no solo no Cabo (em oposição a um droneship no mar) este ano. (Um terceiro pousou em terra na base da Força Aérea de Vandenberg na Califórnia após o lançamento do satélite de observação da Terra Sentinel-6 para a NASA em novembro.) Na verdade, agora é a terceira viagem para LZ-1 para este impulsionador, como o primeiro estágio do Falcon 9 também voltou à terra após colocar a missão CRS-20 em órbita no início deste ano. Uma misteriosa carga O lançamento do Falcon 9 de hoje carregou uma carga útil confidencial em órbita para o National Reconnaissance Office (NRO), a agência governamental que supervisiona a frota de satélites espiões do país.

Não se sabe muito sobre o satélite, exceto pelo fato de que o NRO garantiu a viagem para a carga ultrassecreta por meios não tradicionais. Normalmente, a agência de reconhecimento garantirá suas viagens ao espaço por meio do Programa de Lançamento Espacial de Segurança Nacional da Força Espacial dos EUA, mas desta vez fez por conta própria, de acordo com um relatório do Spaceflight Now. “Em alguns casos, o NRO usa métodos alternativos para adquirir serviços de lançamento depois de fazer uma avaliação cumulativa da tolerância ao risco do satélite, datas de lançamento necessárias, recursos de lançamento disponíveis e custo – tudo com o objetivo de garantir que os satélites sejam entregues com segurança para a órbita em em tempo hábil “, disse o porta-voz ao Spaceflight Now. Outra reviravolta interessante é que a SpaceX não conduziu um teste de fogo estático de seu foguete antes do vôo. Normalmente, a empresa mantém o foguete pressionado na plataforma e dispara brevemente seus nove motores de primeiro estágio para garantir que seus sistemas estejam funcionando conforme o esperado antes da decolagem. É raro que o SpaceX pule esse teste de rotina, mas não é inédito.

A missão marca o sexto lançamento do ano para o NRO e será a segunda no geral a voar a bordo de um SpaceX Falcon 9. A primeira foi a missão NROL-76 em maio de 2017. O vôo de Falcon 9 A missão NROL-108 é o 50º reflight de um Falcon 9 da SpaceX desde que a empresa recuperou seu primeiro impulsionador em 2015. Também marca o 70º pouso de um Falcon 9. Para manter o pouso, o impulsionador se separou de seu estágio superior e conduziu uma série de movimentos de balé orbitais, reorientando-se para o pouso. Em seguida, ele conduziu uma série de três queimas de motor para diminuir a velocidade o suficiente para tocar suavemente em sua área de pouso designada, marcando o 21º pouso bem-sucedido da SpaceX. Para facilitar a reutilização, a empresa normalmente conta com seus dois enormes droneships, chamados “Of Course I Still Love You” e “Just Read the Instructions”, as plataformas flutuantes são normalmente estacionadas no Oceano Atlântico e permitiram que a SpaceX fosse lançada e posteriormente pousar mais foguetes. “Of Course I Still Love You” foi posto de lado para esta missão, já que o impulsionador está retornando à terra, enquanto “Just Read the Instructions” está atualmente trazendo de volta um impulsionador do lançamento mais recente da empresa no dia 13 de dezembro. Para essa missão, um foguete Falcon 9 foi lançado pela sétima vez, levando um enorme satélite ao espaço para o Sirius XM. Esse impulsionador é um dos dois que voaram aquelas sete missões e deve estar voltando para o porto na mesma época do lançamento de hoje. Assim que retornam ao Port Canaveral da Flórida, os impulsionadores pousados ​​são transportados de volta às instalações da SpaceX, onde são cuidadosamente inspecionados e adaptados para voar novamente. A iteração atual do Falcon 9 foi finalizada em 2018. Conhecido como Bloco 5, ele apresenta 1,7 milhão de libras de empuxo, bem como algumas outras atualizações que o tornam capaz de rápida reutilização. A SpaceX diz que cada um desses impulsionadores pode voar até 10 vezes com pequenas reformas no meio e, potencialmente, até 100 vezes antes da aposentadoria. Até o momento, a SpaceX lançou e pousou o mesmo impulsionador no máximo sete vezes. De acordo com o fundador e CEO da empresa, Elon Musk, cada impulsionador Falcon 9 é capaz de voar pelo menos 10 vezes, com reformas mínimas entre os voos. Ainda não vimos um voar tantas vezes, mas poderemos vê-lo no próximo ano. Recuperação da carenagem do foguete Antes do lançamento de hoje, a SpaceX implantou um de seus coletores de carenagem gêmeos, GO Ms. Tree, para buscar as peças da carenagem após o lançamento de hoje. GO Miss Chief, outro navio de recuperação de carenagem da empresa, permaneceu no porto para a segunda missão consecutiva. Esses dois barcos agem como gigantes, luvas de apanhador móvel, prendendo carenagens de carga útil – os cones protetores que circundam os satélites durante o lançamento – em suas redes fixas enquanto caem de volta à Terra. Para isso, a SpaceX instalou pára-quedas e softwares especiais em suas carenagens de carga útil, que consistem em duas peças unidas. As carenagens são projetadas para se orientar para a zona de recuperação, onde a Ms. Tree e a Miss Chief podem esperar para prendê-las enquanto caem de volta à Terra. Se os barcos errarem ou o tempo estiver muito ruim para tentar pegá-los, a dupla tem a bordo equipamentos para retirar as peças da carenagem da água e carregá-las de volta ao porto para reforma. A empresa tem reutilizado com sucesso as carenagens de carga útil, e a última missão – que lançou o satélite Sirius XM-7 – foi o primeiro voo a apresentar uma carenagem reformada em uma carga útil não SpaceX. Normalmente, a empresa tem reutilizado carenagens em suas próprias missões Starlink. Uma das peças da carenagem que envolveu a carga útil do Sirius XM-7 enquanto ela viajava pela atmosfera anteriormente voou na missão Anasis-II no início deste verão, que lançou um satélite de comunicações para os militares da Coreia do Sul. A missão de hoje marcará o fim de um ano de lançamento agitado para o Cabo. No total, 31 missões foram lançadas da área este ano, e 26 delas foram em foguetes SpaceX. No próximo ano, a SpaceX deve continuar a preencher sua frota de satélites Starlink, lançar mais duas missões de astronautas e um de seus pesos pesados, o Falcon Heavy.

https://www.space.com/spacex-launches-nrol-108-spy-satellite-lands-rocket

tradução de Maria Gabriella

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »
    on line: 528